quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Mais sobre o novo Couto

A diretoria do Coritiba estará em reunião às 10h desta quinta-feira com representantes da W Torre e o prefeito Beto Richa e alguns secretários municipais e dirigentes da administração indireta, como o IPPUC. O objetivo do encontro é fazer a primeira apresentação do projeto que o Clube tem para o novo estádio do Verdão.

Extra-oficialmente, o que de diz é que a corrente mais forte para o novo estádio seria a utilização espaço onde existe o Couto Pereira, que seria demolido para a construção de um mega espaço com seis andares de estacionamento (subterrâneo), shopping center, restaurante e praças de alimentação, estas já no estádio, que ficaria no ponto elevado da construção.

Especula-se que uma das mudanças conceituais para o novo estádio seria o seu formato, em comparação com o Estádio Couto Pereira. O 'novo Couto' seria retangular, com as arquibancadas mais altas do que os anéis do Couto.

Amistoso internacional em 2009?

Uma possibilidade que vem sendo estudada pela diretoria do Coritiba para as festividades do Centenário do Clube, ano que vem, é a vinda de uma equipe do exterior, para um amistoso no Alto da Glória.

Entre as opções que teriam sido debatidas, o Borussia Dortmund, equipe alemã com quem o Cori já jogou na década de 60 e que curiosamente comemora seu centenário em 2009.

A proximidade da colônia alemã - e das empresas alemãs no Brasil - poderia ser um dos fatores que fortaleceriam a idéia de trazer o BVB para um amistoso. Entretanto, o assunto não passa de especulações entre conselheiros e colaboradores do Clube que estão colaborando com o projeto do Centenário, não existindo nada de oficial até o momento.

Cuidados com a base

Todo o cuidado é pouco na hora da subida dos Juniores para o profissional. Ano que vem, um ano atípico pelo Centenário, a tendência é da torcida criar uma grande expectativa em torno de conquistas de títulos.

Não sei como foi feito o trabalho da base. Por isto, não irei palpitar se os jogadores terão ou não condição de comporem o elenco principal. Espero - e torço, mesmo! - para que subam bons valores, pois precisamos de um time forte.

Mas acho necessário cuidar bem deles nesta fase de transição. Se for conveniente - esta análise cabe aos profissionais do futebol -, que entrem nestas partidas finais. Ou que comecem um trabalho específico para subir. Lembro do trabalho do Dr. Raul, fisiologista do Clube, que atendeu o Henrique. Um trabalho que merece destaque, pelo resultado positivo que trouxe ao Coritiba.

Acredito que estas situações já estejam sendo programadas pelo Departamento de Futebol. Acredito que alguns nomes da Base têm pontencial para um bom desempenho, mas precisam ser bem trabalhados, precisam subir no momento certo. Não se pode arriscar queimar um bom jogador da Base neste momento.

Boa sorte aos jovens, que eles venham para o Coritiba e nos tragam alegrias. A torcida tem um carinho especial pelo atleta formado em casa, mas ele precisa trazer resultados também. É uma 'cumplicidade' de sucesso.


(Foto: Steve Woods)