terça-feira, 4 de novembro de 2008

O 'novo' escudo do Coritiba

Não é oficial, mas o Coritiba poderá divulgar na festa vip em comemoração aos 100 anos do Verdão um selo comemorativo ao Centenário Coxa-Branca no qual haveria uma relação ao primeiro escudo do Clube. A festa acontece na próxima segunda-feira, 10.

O modelo é uma descoberta dos Helênicos - grupo de torcedores pesquisadores da história alviverde - e recontará a história do símbolo Coxa-Branca, já que é um modelo bem diferente do famoso globo CFC. Ele foi encontrado durante uma das inúmeras pesquisas dos Helênicos num acervo fotográfico, sendo o primeiro registro que se tem conhecimento como sendo relacionado ao uniforme do Cori.

Especula-se que o modelo seja parecido com o escudo de um dos grandes times do eixo Rio-São Paulo.


SERVIÇO

Para saber mais sobre a história do Coritiba, visite o site dos Helênicos: www.historiadocoritiba.com.br

Sócios na festa VIP

Os sócios do Coritiba também poderão participar da festa VIP que acontecerá na próxima segunda-feira, 10.

O preço é salgado - R$ 300 por uma mesa para duas pessoas - mas a abertura para os sócios democratiza o evento, que contará com a participação de autoridades federais, estaduais e municipais, além dos conselheiros coritibanos.

A frase do ano

"O Coritiba tem sido mais cobrado que os outros clubes da capital, que estão em situação bem pior, infelizmente para eles. A torcida do Coritiba tem o perfil de cobrar bastante. E essa diretoria foi eleita para colocar o Clube na Libertadores no ano de seu centenário. Se não conseguir, deve ser cobrada". A frase é de Homero Halila, homem forte do futebol do Coritiba, na coletiva à imprensa após o coletivo realizado no CT Bayard Osna.

Encerrada a polêmica. Não tem esta de promessa, de objetivo, de tentar, de lutar. A posição é de um dirigente eleito.

Homero agiu corretamente. Assumiu a função diretiva do maior clube do Paraná. Faz parte do cargo a cobrança.

(Foto: Steve Woods)

Base: todo cuidado é pouco

Das promessas de campanha de Jair Cirino e Tico Fontoura, para a categoria de Base do Coritiba:

O orçamento destinado às categorias de base, projetado pela gestão 2005/2006 para o próximo ano, é de menos de 10% do orçamento do clube. Isto é um erro primário determinado por pessoas que não pensam no clube a longo prazo. Não podemos esquecer de que o que nos sustentou durante o período de rebaixamento, foi a venda de jogadores, e justamente nesta área a atual gestão investe menos de 10%. Que tal? Na nossa gestão, o orçamento irá aumentar em 50% já no primeiro ano e no seguinte irá dobrar, com a ajuda da iniciativa privada.


Pois em, está chegando a hora de saber se os investimentos prometidos (ainda resta saber, afinal, quanto é o orçamento do Clube para este ano?) para as categorias de base trarão ou não bons resultados.

Só tenho um receio - e dos grandes - é da necessidade do Clube em levar para o time principal jogadores da base. Quem disse que o elenco será formado, entre outros, com jogadores vindos da base foi o gerente de futebol do Cori, Paulo Jamelli.

Com aparentes problemas financeiros - segundo o site COXAnautas, "os atletas teriam recebido parte do salário - 40% - com alguns dias de atraso neste mês. Até o jogo contra o Ipatinga, contudo, todos os valores já haviam sido quitados", o que indica, problemas de fluxo de caixa até o fim do exercício.

Sem boas rendas para vir (restam os jogos contra Náutico, Vasco e Santos), com a natural tendência de inadimplência de fim de ano de parte dos sócios, com as despesas maiores com folha de pagamento (13º e férias), a tendência é de que o Cori passe por dificuldades no fluxo de caixa. E daí, a preocupação: a expectativa para 2009 será muito grande, a torcida quer títulos.

E a natural subida de atletas da base tem que ser muito bem feita, para não 'queimar' os jovens jogadores, que precisarão dar resultados num curto espaço de tempo, já que a expectativa natural da torcida - criada pelas promessas (ou objetivos, como queiram) dos dirigentes de títulos em 2009 - será grande e isto trará a pressão por resultados.

Mas que a cobrança virá, disto eu não tenho dúvidas. É torcer pela garotada, para que eles tenham sido preparados durante os doze meses de 2008 para o ano do Centenário. E torcer para que eles tenham ao lado deles, bons reforços, jogadores de altíssimo nível formando um elenco competitivo na busca dos títulos.

Se o Coxa investiu 1,3 milhão de dólares em Ariel e 750 mil reais em Paraíba, suponho que investimentos na base, seja na formação, seja no fortalecimento do elenco do Sub20 foram feitas.

Boa sorte para a piazada! E, aos responsáveis pela base Coxa-Branca, os votos de que tenham feito um bom trabalho durante 2008. Os resultados aparecerão ano que vem.

(Foto: Steve Woods)

Negociações com DJ e K9: Cirino fala

O jornalista Jairo Jr., da Rádio Difusora AM 590, entrevistou o presidente do Coritiba Jair Cirino dos Santos, que falou sobre a renovação do contrato do técnico Dorival Jr. e das negociações envolvendo Keirrison.

Segundo Cirino, as negociações estão paradas, uma vez que o empresário do treinador está viajando. "Segundo me informou o Paulo Jamelli e o Homero Halila, o empresário dele está no exterior e tão logo ele retorne a gente vai travar entendimentos no sentido de fazer com que o Junior permaneça aqui no Coritiba", disse o presidente do Alviverde do Alto da Glória.

"Nós temos um projeto muito grande e esse projeto passa por ter competência também no comando do futebol profissional e essa competência é reconhecida que o Junior possui", ressaltou, na esperança de renovar com o atual técnico alviverde. Ainda segundo o presidente do Verdão, em nenhum momento se chegou a falar em valores para a renovação de Dorival Jr.

Com relação ao interesse do Zaragoza da Espanha no futebol do atacante Keirrison, o presidente do Coritiba disse que de oficial não chegou nada ao clube. "Oficialmente até a sexta-feira (31) não tinha chegado absolutamente nada da Espanha, mas o que é certo é que o Keirrison se for pra ir no final do ano após o campeonato Brasileiro e antes do campeonato Paranaense, o Coritiba tem que receber algum valor que corresponda o que a gente espera, do contrário ele cumpre o contrato até abril do ano que vem", finalizou o dirigente Coxa.

(Foto: Bartlomiej Stroinski)

A montagem do novo elenco

A montagem do novo elenco

Depois da má jornada contra o Ipatinga, o time do Coritiba mostra sinais de 'cansaço' técnico e tático, além do desgaste motivacional. Ainda é de se perguntar a quantas anda o 'pulmão' do time, que em Minas, parecia cansado em campo.

É hora de pensar na montagem do novo elenco. Pensar mas não falar publicamente sobre o assunto, já que o campeonato não acabou.

Homero Halila, diretor de futebol do Cori, destacou recentemente que o Coxa deverá manter 70% do atual elenco para a temporada 2009. Pra mim, muita gente. Penso que o Verdão precisa reformular bem mais o seu elenco pra poder ter um time forte o suficiente para conquistar um título nacional ou internacional no ano do Centenário. O regional é obrigação. Basta ver como estão os times da Vila e da ReBaixada.

Coritiba, a torcida que nunca abandona.

(Foto: Thomas Mavrofides)