domingo, 26 de outubro de 2008

Novo Couto: o que a torcida quer?

Tenho acompanhado a movimentação em torno do novo estádio do Coritiba. Neste domingo, o programa Esporte Show (Canal 21), entrevistou o consultor Flávio Kitzig, que coordena o projeto Vencer no Coritiba e faz parte do grupo de trabalhos que o Clube criou para debater a implantação de um novo estádio para o Verdão.

Um dos trabalhos que está sendo desenvolvido pela comissão - que é formada por conselheiros do Clube, além do consultor -, é a equipe de trabalho responsável pele debate com a empresa W Torres, que assinou um termo de compromisso para a construção do novo estádio.

Entre os pontos apresentados na entrevista ao Canal 21, Flávio destacou que estudos de mercado estão sendo feitos pra avaliar, entre outros temas, a localização ideal para o investimento que seria de 300 milhões de dólares.

Fico torcendo para que além deste estudo, o Clube - o Clube, e não o seu parceiro - contrate uma pesquisa de mercado para saber o que a TORCIDA do Coxa quer para seu estádio. Pra mim, a importância maior é saber o que nosso torcedor quer e não o que um parceiro comercial do Clube quer. Parceiro comercial não torce pelo Coxa, torce pelos lucros deles mesmos. Lógico, é um direito deles. Assim como é um direito nosso, de torcedor, buscar o que é melhor para o nosso Clube de coração.

Saber o que a torcida quer é uma premissa decisiva para a definição do que a diretoria do Coritiba deve fazer. A diretoria deve ser o eco das aspirações e expectativas de uma coletividade. O encaminhamento, a meu ver, deveria iniciar daí e não do contrário. Nós saber o que queremos e daí buscarmos nossos parceiros. Por isto, caberia aos diretores do Coxa contratarem uma pesquisa de mercado para saber o que o torcedor coritibano quer.

E a história mais ou menos recente no futebol brasileiro, mostra que clubes já tiveram problemas com seus parceiros, como Atlético Mineiro, Corinthians, Palmeiras, Vitória, Grêmio.

(Foto: Steve Woods)

Aquela que nunca abandona na Disney

A fiel torcida Coxa representou o Clube de coração na Disney, levando as cores do Verdão pelos Estados Unidos.

Fernando Suss Riter, mais um fiel Coxa-Branca, manteve a tradição da torcida que nunca abandona, esperando que o time volte a ter alma guerreira para retribuir o amor da sua torcida pelo time do Alto da Glória.


Família Coxa nunca abandona

Thiago Charleaux de Carvalho, sua esposa e suas primas, enviaram suas fotos tiradas durante o jogo contra o São Paulo, no Alto da Glória.

Neste meio de semana, a família Coxa volta a campo, desta vez para apoiar o time de coração contra o Galo. A torcida nunca abandona, esperando que o time volte a ter alma guerreira.