segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Coritiba será tema de samba-enrredo

Por Rogério Scarione

A escola de samba Acadêmicos da Realeza, de Curitiba, irá homenagear o Coritiba no próximo carnaval. Em 2009, o tema da escola será "Do Alto da Glória Para 100 Anos de História", fazendo menção ao centenário do Alviverde.

O presidente da entidade, Paulo Roberto Scheunemann, pede aos torcedores do Cori que se mobilizem e façam parte do desfile, que será no dia 21 de fevereiro.

Parabéns pela iniciativa da escola, que com certeza para bonito no próximo ano.

VAMOS COLORIR A PASSARELA DE VERDE E BRANCO!


Um AtleTiba de altíssimo risco

O super AtleTiba deste domingo, 28, no Alto da Glória, tem tudo para ser um jogo de altíssimo risco de confronto entre torcedores.

O panorama da competição - Coxa em alta, time da Baixada em baixa -, a recente decisão do Paranaense 2008, cuja premiação não foi autorizada pelo dono do time da Baixada e que recebeu a 'punição' de 3 mil reais e nada mais, os incidentes entre torcedores do time deles contra os gremistas, no último domingo - com direito a invasão de atleticanos a um restaurante para agredir famílias gremistas; vandalismo contra dois ônibus da torcida visitante; arrastão na imediação da Baixada (um estádio, que, dizem, teria condições de receber uma Copa do Mundo), onde até fotógrafo de jornal apanhou, além de uma bomba caseira atirada ao setor da torcida visitantes, onde estavam os gremistas - são fatores que podem desencadear uma crescente onda de violência no domingo.

É necessário as autoridades públicas atuarem com muito rigor - e conhecimento da informações, que estão disponíveis junto aos líderes das organizadas - para evitar brigas e vandalismo, especialmente em alguns bairros, como Cabral, Fazendinha, Centenário e Pinheirinho, além do terminal do Guadalupe.

Tragédias servem muito para a exploração pela mídia. Quero ver é a mídia fazendo divulgação de ações educativas e preventivas. Chega de tragédias, temos que buscar alternativas para solucionar a violência.

Este AtleTiba tem tudo para ter ânimos muito exaltados por parte de ambas as torcidas. Sem um trabalho preventivo e punitivo das autoridades, o clássico pode ter uma bomba relógio longe do Alto da Glória.

(Foto: Steve Woods)

Superioridade Coxa

Não tem conversa: é AtleTiba e a vitória tem que vir a qualquer custo para o Coritiba.

Tem mais time, tem mais treinador, tem mais torcida. Está num melhor momento, joga em casa, está motivado para buscar uma vaga no G4 e encara um adversário frágil e beirando ao desespero. Eles vão jogar como time pequeno, acuados, querendo um empate sem gols para poder comemorar algo.

O Coritiba é favorito sim, mas só se favorito não basta: tem que fazer da teoria do favoritismo a prática.

O Coxa precisa encarar o clássico diferente de como encarou o jogo contra o Fluminense, onde em 36 minutos literalmente apagou em campo. Se fosse o Flu um time mais equilibrado - entre defesa e ataque -, a história do Maracanã teria sido outra. Não foi, ótimo! Então, que seja aprendido algo: um time que aspira conquistas não pode 'sumir' do jogo, deixando um time mais fraco dominar as ações.

Que esta parte da história de Flumiense x Coritiba não se repeita no clássico deste domingo. Se o Coritiba encarar a partida como uma decisão, sua superioridade naturalmente trará a vitória. Time por time, o do Alto da Glória é muitíssimo superior. Só que precisa comprovar isto em campo, com vontade de vencer, pois a vitória é o único resultado aceitável pela torcida do Verdão.

Chegou a hora de provar quem manda no Paraná!

(Foto: Steve Woods)