segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Adversário reforçado

Vindo de uma derrota de 2x0 para o Santos, em São Paulo, o Cruzeiro terá alguns reforços no retorno ao Brasileirão, domingo, em Belo Horizonte, contra o Coritiba.

O site oficial do time mineiro destaca que o treinador Adilson Batista contará com os retornos dos meias Camilo e Wagner, dos volantes Ramires e Charles e do lateral-direito Jonathan.

Quem pode ficar de fora do jogo contra o Verdão é o meia Marquinhos Paraná, que deixou o jogo contra o Santos com dores na coxa esquerda, foi reavaliado pelos médicos cruzeirenses nesta segunda-feira e deve passar por um exame de ressonância magnética na terça para saber a gravidade da sua contusão e quanto tempo ficará em tratamento médico.

Depois da derrota contra o time do Peixe, a Raposa agora revê seus conceitos para o Brasileirão. O treinador Adilson Batista falou sobre isto, destacando que cobrará mais atitude de seu elenco. "O Cruzeiro é grande, tem os objetivos, mas tem hora que tem que jogar como (time) pequeno fora (de casa). Três zagueiros, três volantes, mais gente no meio, só marcando. Tem qualidade, mas tem que abdicar de algumas coisas, precisa ter um pouco mais de entrega", afirmou.

Segundo o site do time de BH, o treinador celeste sinalizou possíveis alterações até no sistema de concentração da equipe - atualmente, os atletas se concentram um dia antes dos jogos, a não ser quando a viagem acontece na antevéspera das partidas fora de Belo Horizonte. "Nós temos que trabalhar mais, cobrar mais, antecipar a concentração, sermos mais firmes. Se quiser ganhar, tem que ser mais firme. (Tem que haver) comprometimento com os objetivos, seriedade naquilo que está fazendo; responsabilidade. Cobrança, incentivo, apoio ajuda, mas seriedade", disse Adilson.

(Foto: Steve Woods)

Aumentou a responsabilidade da diretoria

Com 12 gols no Brasileirão, o principal artilheiro do sul do Brasil, Keirrison (foto), pode até continuar no Coritiba no que vem, desde que o Clube Verde e Branco do Alto da Glória consiga uma classificação para a Libertadores 2009.

O empresário Naor Malaquias, que gerencia a carreira do artilheiro coritibano K9, falou no último dia 22. Segundo Naor, "Ele (Keirrison) não sai agora. Isso é certo. Existe a possibilidade de ele sair no final do ano, mas se o Coritiba se classificar para Libertadores ele pode ficar. Será o ano do centenário do Coxa e seria ótimo para todos se ele continuasse. No momento, não estamos negociando com ninguém", ressaltou Malaquias.

A declaração do empresário de Keirrison aumentou ainda mais a responsabilidade da diretoria Coxa-Branca, que prometeu ao seu torcedor uma vaga na Libertadores em 2009, ano do Centenário do Clube.

Pelo acerto feito entre dirigentes e empresários de Keirrison, K9 segue no Alto da Glória até o fim do ano, mas fica livre em 2009 para deixar o Verdão - seu contrato finda em abril -, numa transferência que não renderia nada aos cofres coritibanos.

Então, uma classificação à Libertadores não só garante o cumprimento de uma promessa, como a garantia de ter um dos maiores artilheiros que já passou pelo Alto da Glória numa competição que traria ao Clube uma divulgação mundial. Keirrison na Libertadores 2009? O tempo dirá.

(Foto: Marcello Schiavon).