domingo, 14 de setembro de 2008

Derrota Coxa em Salvador



Jogando em Salvador, o Coritiba perdeu para o Vitória por 1x0. Com o resultado, o Cori caiu na tabela de classificação do Brasileirão 2008, com 37 pontos, na 9ª colocação, vendo o Goiás e o Inter (dois adversários nas próximas rodadas) se aproximarem perigosamente, com 36 pontos . No próximo fim de semana, o Coxa encara o Fluminense, no Rio de Janeiro.

O jogo na capital baiana contou com a presença da torcida coritibana, que estava presente nas arquibancadas do Barradão. Logo a 2 minutos, pressão do time da casa, depois de uma cobrança de falta de Ramon que foi tirada pela linha de fundo. Três minutos depois, novo ataque baiano, com uma confusão na grande área, com Tiago Bernardi tirando a bola.

Com o Cori jogando muito atrás, o Vitória forçou e chegou ao seu gol aos 9. Numa boa cobrança de falta, Ramón bate com estilo, Vanderlei faz uma grande defesa e toca a bola pelo lado. A zaga vacila e Marcelo Cordeiro aproveita pra bater forte, com Vanderlei ainda indo na bola, mas não podendo salvar: Vitória 1x0.

Aos 15, nova chance do time nordestino: lance pela direita da defesa Coxa-Branca, Alex Silva é fintado. Bola cruzada na área e Osmar, livre de marcação batendo na saída de Vanderlei, que faz uma linda defesa e evita o segundo gol do Vitória.

Por volta dos vinte minutos de partida, novo lance do time local, quando a bola é cruzada pela esquerda e a zaga coritibana corta o perigo da meta do Verdão.

Só aos 21 minutos o Coritiba foi ao ataque, quando a bola ficou sobrando para Bernardi que matou no peito, mas a bola correu muito e o zagueiro baiano tirou pela linha de fundo, no primeiro bom momento do Cori no ataque.

No lance seguinte, o estreante Evaldo avança e faz um bom lance ofensivo. Keirrison recebe e se livra dos marcadores, avançando rumo a meta baiana, batendo de fora da área, num bom momento Coxa-Branca.

Com quase 30 de jogo, o Vitória teve mais uma boa oportunidade para fazer um gol. Na cobrança de falta, Ramón bate no capricho, levando muito perigo ao gol alviverde. O contragolpe coritibano saiu com Keirrison, que foi a ataque e levou perigo ao gol defendido pelo goleiro Viafara, mas a zaga do time do Vitória interceptou o lance.

Aos 35, um 'apagão' numa das torres dos refletores do Estádio Barradão, obrigando a interrupção do jogo. O árbitro esperou 25 minutos para o reinício da partida. No retorno da partida, o Coritiba mudou o padrão tático, ficando com dois zagueiros e Rodrigo Mancha indo atuar como volante, para recompor o setor, deixando a marcação mais avançada.

O primeiro bom momento após a interrupção da partida foi do time Verde e Branco, com Keirrison - muito isolado, sem o apoio dos meias e dos alas - fazendo uma jogada individual e arrematando ao gol.

Já no momento seguinte, aos 40, o Vitória levou muito perigo e quase fez o segundo. O atacante Osmar passa para Leandro Domingues, que livre de marcação bateu errado, perdendo uma ótima oportunidade. Numa blitz baiana, no minuto seguinte, o Cori sofreu mais um lance de muito perigo, desta vez com o novato Rafael Granja perdendo mais uma oportunidade para ampliar.

Vanderlei teve que se redobrar para evitar o segundo gol baiano. Aos 46, novamente o atacante Osmar aproveita a falha a zaga e na pequena área fica à vontade para marcar, arrematando contra a meta Coxa-Branca, mas o camisa 12 do Coritiba apareceu muito bem e evitou o gol do Vitória.

Após o apito do árbitro, K9 falou à imprensa, destacando que o Coritiba jogou marcando muito atrás, facilitando o trabalho do time da casa, que dominou o jogo. Na análise da Transamérica e da Clube FM, o time Coxa-Branca atuou muito defensivamente, marcando próximo da área e facilitando o serviço do time baiano, que tinha espaço para pressionar a defesa coritibana. No setor ofensivo, Keirrison ficou isolado, sem contar com a colaboração dos alas, que não subiam ao ataque.


Para o tempo final, Dorival Jr. mexeu no time do Verdão do Alto da Glória, colocando em campo Guaru no lugar de João Henrique, que estava mal na partida
.

Foi Coxa o primeiro bom momento do segundo tempo, quando Alê bate forte, de longe e o goleiro baiano faz uma boa defesa, evitando o gol do time paranaense.

O Verdão voltou com a corda toda e quase fez o gol de empate, aos 5 minutos, depois de uma boa jogada de Guaru, que passou na medida para Marlos, que perdeu uma ótima oportunidade de empatar, ao bater para o gol, mas o goleiro Viáfara defendeu muito bem, evitando o gol coritibano. No rebote, Paraíba perde nova oportunidade, batendo pra fora.

O Vitória mostrou sua força aos 8, obrigando Vanderlei a intervir bem e evitar o ataque do time baiano, depois de uma boa cobrança de falta de Ramón.

Passados vinte minutos, o jogo caiu de produção, com ambos os times diminuindo o ritmo ofensivo. Para melhorar o desempenho, o treinador do Vitória tira Osmar para a entrada do atacante Tripodi.

Alex Silva, mal na partida, levou o terceiro cartão amarelo do Cori, após parar um lance com uma falta. No primeiro tempo, Evaldo e Ricardinho foram punidos com o cartão.

Apesar da mudança com a entrada de Guaru, o Coritiba continuou pouco ofensivo, deixando Keirrison isolado entre os dois zagueiros do Vitória. Alex Silva e Ricardinho pouco avançaram ao ataque. Marlos, também ficava distante do camisa 9 e Carlinhos Paraíba jogava mais recuado, conforme o relato da Banda B.

Com pouco mais de 25 minutos de jogo, o Alviverde trocou Alex Silva por Henrique Dias, com DJ procurando melhorar o desempenho do ataque do time.

Num contragolpe perigoso, Tripodi fez uma boa jogada e passa para outro atacante, Leandro Domingues que dá um chapéu para se livrar de Vanderlei e bater para a área, com Rodrigo Mancha tirando o perigo da área Coxa-Branca.

Guaru, que fez um lance violento, ao dar uma tesoura no zagueiro do time de Salvador, levou o quarto cartão amarelo do time do Cori no jogo. Aos 29, Dorival mudou o esquema tático ao tirar Paraíba para a entrada de Silvy, que atuaria mais pelo lado direito do campo, formando o trio ofensivo com HD e K9.

O objetivo do treinador Coxa parecia ser o de aproveitar o declínio do condicionamento físico do time do Vitória. Já o treinador Vágner Mancini também mexeu no seu time, para recompor o sistema de meio-campo e de ataque, tirando Ramón e Leandro Domingues.

Melhor no jogo, o Coritiba dominava as principais ações. Num bom momento para o Alviverde chegar ao gol de empate ocorreu aos 35. Henrique Dias vai à linha de fundo, se livra do marcador e passa para Silvy,m livre de marcação, perdeu uma boa chance para o empate coritibano. No rebote, HD finaliza errado.

Num vacilo defensivo, aos 37, o Coritiba quase sofreu o segundo gol. Rodrigo Mancha recua errado e Marco Antônio obrigou ao goleiro Vanderlei salvar o time Verde e Branco, tocando a bola para fora.

Nos momentos finais, o jogo ficou na base da correria do Verdão, que procurava o empate e do Vitória em se segurar atrás como podia, sem pressa para jogar, fazendo o tempo passar. Aos 43, num contragolpe com Keirrison, que passou para Marlos bater e fazer o gol de empate, mas o árbitro anotou um impedimento e anulou o lance.

O árbitro anotou quatro minutos de acréscimo e o Verdão foi todo ao ataque, buscando mais na base da raça do que da técnica e tática para chegar ao empate, mas sem sucesso e ainda cedendo espaços na defesa. Aos 47, o Vitória aproveita o erro de Evaldo e quase faz mais um, com Marco Antônio chutando a bola por cima das traves, e perdendo a última oportunidade do jogo.


Dorival esperou quase 30 minutos do segundo tempo para mexer no ataque e corrigir posicionamentos ofensivos, colocando dois avantes - HD e TS - mas o Coritiba não soube aproveitar as suas oportunidades (que não foram muitas) e empatar. Pior, ainda cedeu espaços e quase viu o Vitória fazer mais gols, se aproveitando da lentidão defensiva de Bernardi e Evaldo. E, bom lembrar, que no primeiro tempo, o Coxa não mostrou força ofensiva, com K9 isolado na frente.

A derrota - contra um concorrente direto, em outro 'jogo de seis pontos' - em Salvador distancia o Coritiba do grupo do G8. Agora, o Coxa terá que vencer a qualquer custo o já desesperado Fluminense, que está na ZR do Brasileirão, para depois, fazer o jogo do ano no Alto da Glória, o AtleTiba do dia 28.

3 comentários:

Anônimo disse...

Hoje vou ser CURTO e RAPIDO !!

Salve os "ABUTRES" esses conhecem o COXA como ninguem pois nao se ILUDEM com o canto da SEREIA !!

Albano

Anônimo disse...

Tá feliz né Albano?
Era tudo que você e outros abutres amigos seus queriam!
Mas a coisa vai melhorar...contra tudo e todos!

Anônimo disse...

"ANONIMO"
Primeiro não estou feliz pois sou COXA BRANCA desde a fralda mas por outro lado ja passou meu tempo de me iludir com um time mediano que tem 12 laterais e nenhum presta,me ILUDIR com um GRINGO que custou uma FORTUNA e joga o Silvy que fez a marca historica de 2 gols no ano,ne ILUDIR com uma vaga na LIBER aonde o time ja teve 6 confrontos diretos e nao ganhou nenhum.
Quanto aos meus AMIGOS ABUTRES com certeza pois é o tipo do animal que nao tem PREDADOR bem acontrario dos TERNEIROS que acabam na CHURRASCARIA.
Se vai melhorar eu nao sei isso o tempo nos dirá.

Albano