domingo, 24 de agosto de 2008

Um empate no Alto da Glória

Num jogo equilibrado dentro, o Coritiba saiu por duas vezes na frente do São Paulo, mas a zaga vacilou o o time paulista chegou ao empate em 2x2, no Alto da Glória. Que fique registrado a má atuação do árbitro Marcelo de Lima Henrique(FIFA). O apitador carioca não marcou uma penalidade máxima clara aos 45 do primeiro tempo, quando o jogador do time tricolor cortou a bola com a mão dentro da área, mas o árbitro mandou o jogo seguir. Entre um e outro erro que parava o jogo, o homem de preto conseguiu irritar o time Coxa-Branca, com a não marcação do jogo viril - por vezes violento nas divididas - do São Paulo.

Entretanto, dentro de campo, o jogo foi caracterizado por momentos muito claros: até os vinte do primeiro tempo, um Coritiba jogando forte, buscando o gol, que saiu depois de uma boa roubada de bola de Rodrigo Heffner - que pouco apareceu na partida. O camisa 2 do Verdão antecipou bem o lance no campo de defesa, foi ao ataque e conscientemente bateu bem na bola, que passou por Keirrison mas não por Ricardinho. O chute forte do lateral Coxa-Branca parou no fundo das redes tricolores, para o delírio de 90% dos torcedores presentes no Couto.

Com a desvantagem, o São Paulo se postou melhor no ataque e passou a dominar o Cori. E foi assim, até os 43. Num cruzamento da direita da defesa coritibana, o jogador paulista subiu livre para empatar - erro de posicionamento da zaga alviverde.

Logo depois do gol de empate, o Coxa teve um pênalti ao seu favor, aos 45, mas o árbitro errou e não assinalou o toque de bola na grande área, depois de um arremate forte do capitão Maurício. O time Coxa-Branca reclamou, mas o árbitro não assinalou a infração. Na reta da Mauá, um torcedor mais exaltado errou em atirar um copo de bebida ao campo do jogo. Não deu outra: o apitador Marcelo de Lima Henrique levou o copo vazio para o quarto árbitro.

Ao final do jogo, Paulo Jamelli, gerente de futebol do Verdão, confirmou que o torcedor foi identificado e encaminhado para a polícia civil, onde foi registrado o boletim de ocorrência (uma forma do Coxa se resguardar de uma possível punição nos tribunais pela atitude impensada de um entre mais de 32 mil torcedores que estavam no estádio).

Para o segundo tempo, o Coritiba mostrou um futebol mais equilibrado entre defesa e ataque. O time Verde e Branco foi logo ao ataque e depois de um lateral cobrado na direita do ataque Coxa-Branca, Keirrison entrou livre e tocou por cobertura, na saída do desesperado goleiro são paulino: Coxa 2x1, para fazer o Alto da Glória tremer com a festa da torcida do Verdão.

Nem bem os torcedores comemoravam e no contra-ataque seguinte, o time visitante empatou, em novo vacilo defensivo: cruzamento quase na pequena área e o atacante tricolor fez o segundo, empatando novamente o jogo, aos 8 do segundo tempo.

O time do São Paulo veio mais ofensivo e o treinador interino, Ivan Rizzo - Dorival está punido pelo STJD e não pode comandar o Coritiba - mexeu no time: Guaru e Hugo entram no jogo, no lugar de Carlinhos Paraíba - que não brilhou novamente, apesar de mostrar muita luta - e de João Henrique.

Com vinte e poucos minutos de jogo, o Cori marcava na defesa e buscava o contragolpe, especialmente pela esquerda, com Ricardinho - bem na partida - e Marlos. Já o tricolor, trocava bons passes e buscava o jogo aéreo, aproveitando a entrada de Aloísio - apagado na partida - e a velocidade pelos lados do campo - com Dagoberto, que continua o mesmo: tentando jogar caído no gramado.

Nos momentos finais, o time do São Paulo tentava os lances cruzados e numa bela batida de falta, Vanderlei evitou o gol, numa bola que estava entrando no ângulo direito alto. Keirrison teve a oportunidade de chegar ao gol paulista, depois de uma boa troca de passes em velocidade. O camisa 9 se livrou do zagueiro e bateu com estilo, mas a bola desviou na zaga e saiu. Placar final, 2x2, merecido pelo desempenho dos dois times, apesar do erro grotesco do árbitro que não assinalou uma penalidade máxima para o Alviverde do Alto da Glória.

Com os resultados da rodada, o Coritiba totaliza 36 pontos, ocupando a 8ª colocação e agora sai para enfrentar o Cruzeiro, no Mineirão, no próximo fim de semana.

Apesar da bonita festa feita na entrada do Coritiba em campo, a torcida não cantou o suficiente, parecendo sentir a pressão da necessidade de vencer um confronto direto em casa.

34 comentários:

ANUNCIATTO COXA disse...

Até entendo que o Coritiba não teve poder de superação,os jogadores do SP são de grande talento,Paraiba na minha opinião não deveria ter saido.
Mais passar batido pela ajuda gritante do juiz ,dando escanteio e não penalti é ficar passivo para os atos de elementos mal intencionados em nossa propria casa.

Não da para aceitar...

Fernando Jaremicki disse...

eu achei que faltaram "culhões" para nossos jogadores peitarem o SP, mas acima de tudo faltou ao Dorival humildade para aceitar a vontade popular e colocar o Ariel.
Fico entristecido com tanto preciosismo, é só fazer o básico que vamos bem!

Anônimo disse...

A verdade é que na hora do pega nos confrontos diretos o time da aquela pipocada,ja tomamos BUCHA do Porco no Parque e agora perdemos dois pontos em pleno Couto,contra o Cruzeiro é outro jogo de 6 pontos mas se continuar com covardia perde de novo.

Anônimo disse...

Desculpe Luiz alem de nao me registrar ainda nao colequei meu nome no ultimo post.

Albano

Leonardo disse...

Concordo que a torcida não cantou, aliás, depois que o presidente da Império decidiu se candidar a vereador parece que a torcida ficou pra tras!
O time é bom, mas acho que esse Ariel é um mico, se fosse bom o Dorival teria colocado ele.

Luiz Carlos Betenheuser Jr disse...

Veja como é a democracia, Leonardo (ou seja qual for o seu nome): o Clube tem um candidato a prefeito que é diretor e dois conselheiros candidatos e vereador.

Na sua opinião, a diretoria parou? E o Conselho Deliberativo?

jango disse...

Sobre os candidatos à eleição, uma coisa é o Papagaio na Império e outra é um diretor do G9 não licenciado entrando no gramado para sortear brindes....

agora sobre o Dorival Junior, santa incoerência: no jogo do figueira ele tira o K9 e põe o Ariel, ficando com um atacante só com 3X0 no placar.
contra o são paulo ele tira o apraiba coloca o hugo junto com o K9.

primeiro q precisa rever urgente o posicionamento do paraiba. desde q ele começou a inventar o tal do pom-pom no time o paraiba decaiu. daí mantem o tal pom-pom(engraçado q poucos falam o apelido dele né???) e prejudica um dos melhores do time.

com a grana do patrocinio por favor: contratações. um ala direita, um meia de ligação, e um zagueiro (todas urgentemente, se queremos a vaga da libertadores)

Leonardo disse...

Meu nome é Leonardo Souza, trabalho no Tribunal de Justiça, a mais de 11 anos, tenho 31 anos, portanto não precisa desconfiar do meu nome. Acho a democracia interessante, quero que se exploda tanto Gomyde, qto o conselheiro que é candidato, para mim isso não muda nada. Agora vc vai dizer q a torcida ontem foi bem? Foi uma piada, não cantamos nada...e o Papagaio tem culpa sim senhor!

Leonardo disse...

Tem razão Jango, teu amigo GG qdo era presidente nunca foi candidato a nada. Só a governador fazendo menos votos que um vereador de quinta faz...

Luiz Carlos Betenheuser Jr disse...

Olá Leonardo. Agora, não tenho motivo para desconfiar. Mas convenhamos, num país com 186 milhões de habitantes, só Leonardo não bastaria para identificar-se, né? Agora, depois de várias postagens, você o fez.

Vou repetir o que está no texto, no último parágrafo: a torcida deixou a desejar sim. Não só a Império, mas os torcedores da Mauá, das inferiores e das sociais. Domingo, a torcida não cantou.

Não concordo sobre a interferência da campanha no comportamento da Império. Acho que a torcida tem evoluído sim e precisa evoluir mais. Mas não concordo contigo.

Sobre a torcida ter ficado pra trás, eu discordo. Tanto que existem projetos para os dois próximos anos da IAV. E, mais do que isto, quando a torcida vai bem, você não veio reclamar. Ou a torcida não cresceu e inovou neste período? Afinal, a partir de quando a campanha começou a interferir? Qual data? Vamos debater isto de forma pontual.

Pelo teu raciocínio, se a participação política do Fernando candidato interfere no trabalho da torcida. Só não entendo o porquê de uma situação similar, nos casos dos diretores e conselheiros do Clube, não interferirem também nos rendimentos do Clube?

Anônimo disse...

Sr Leonardo
Um erro jamais vai justificar o outro,agora dizer que a Imperio nao cantou por causa de politica é brincadeira,o papagaio é apenas uma engrenagem nessa grande maquina chamada IAV.
As vezes vejo opinioes sempre ligando umas pessoas as outras e a coisa não é por aí,todos tem seu ponto de vista sobre as coisas,tanto boas como ruins,agora querem tirar da reta é que nao pode.
Falando um pouco sobre o time observem que nos confrontos contra Palmeiras e SP tomamos 3 gols de cabeça no miolo de zaga,isso mostra que muitos ABUTRES estao certos exigindo reforços e as ALICES nessa nao poderão questionar.
PROMETEU CUMPRA !!!

Albano

Anônimo disse...

Anunciatto
Erros de apito está acontecndo pra todos os lados,ontem na Band mostraram jogos que o Gremio foi prejudicado,ma spor outro lado foi ajudado em alguns tambem,temos que ver a coisa globalmente e nao especifica.
Pegue o tape de todas as partidas do campeonato e vai concordar comigo,claro cada um puxa a sardinha pro seu lado e nessa voce esta certo.

Leonardo disse...

Ok, Luis, explicado! Mas a torcida deixou a desejar,, contra o Gremio e São Paulo, faltou cantar mais. Abraço

Albano, vamos parar com essa história de abutres, já ta ficando chato isso. A diretoria prometeu a libertadores, espero que consigam cumprir, o GG prometeu q não iriamos cair e caímos.
Abraços!

Anônimo disse...

Leonardo
Esqueça o GG esse faz parte do passado,estamos falando do momento e os atuais diretores é quem tem que se explicar.
Ou voce é de uma epoca que PROMESSA não é mais DIVIDA?

Quanto aos ABUTRES eles estao por aí e em considero um deles em se tratando de querer um COXA VENCEDOR.

Albano

Drummer disse...

Como prometido, só vou comentar sobre a torcida:

"Apesar da bonita festa feita na entrada do Coritiba em campo, a torcida não cantou o suficiente, parecendo sentir a pressão da necessidade de vencer um confronto direto em casa."

Agora sim, Luiz, você fez justiça!

Até quando criticaremos a postura da IAV, principalmente em jogos decisivos? Se o time não pode errar, a Império também não! O que foi aquele "aquecimento" da bateria - horroroso, que, pasmém, dura uns dez minutos - no meio dos hinos?

Além de demorado, uma tremenda falta de respeito! Aliás, bateria não precisa de aquecimento! É a mesma coisa você ir num show do The Cult (eu sei que você gosta, Luiz rs) e quando chegar lá o baterista ficar tocando sozinho por meia hora!

Por isso os bateristas se aquecem no camarim. Mas parece que a bateria ou quem toca quer aparecer mais do que deve...

Abraço, Luiz

jango disse...

Incrivel como o Sr Leonardo insiste em dizer que sou próximo ao GG. Certo dia citou que eu vivo abraçado com ele, e hoje cita como se a amizade fosse bem próxima.

Sinceramente tenho pelo GG respeito como ex-presidente do Coritiba, da mesma forma como a outros tantos que já passaram por aquela sala, independente de corrente política.

Infelizmente tem gente que não pensa assim, fazer o quê, mas não é meu caso.

Nãoe stamos aqui enste blog prá discutir a política do estado nem tampouco com quem eu ando abraçado.

Aliás vejam como são as coisas, eu citei no meu comentário o papagaio e um atual dirigente do G9 e lá vem comentário sobre o GG e sua candidatura p/o governo do estado.

Incrível como as pessoas insistem em falar sobre o GG.

Eu sempre falo: o presidente é o Cirino, porque não falam dele?

E o mais interessante ainda é gente que eu acho que nunca carregou uma faixa, empunhou uma bandeira (aquelas grandes), tocou um instrumento de bateria, ou vivenciou uma torcida organizada, vir aqui dar pitaco, sem conhecimento de causa.

Anônimo disse...

Jango e amigos
Pelo visto tem jacaré que acorda na madrugada pensando no GG dorme de novo e sai pensando no ex-presidente,concordo com voce a bola da vez é o Dr.Cirino esse sim tem que se explicar e CUMPRIR o que foi PROMETIDO.
Tem gente que se falarmos em corrida de cavalo tambem vai lemrar dele por causa dos pangarés,alias nesse ponto ele nao estava de todo errado pois atualmente Cabeça de Bagre é que nao tem faltado no futebol brasileiro.

Albano

Leonardo disse...

Ok Jango, a bola da vez é o Cirino pois então vamos critica-lo. Acho q é este o caminho. Outra coisa foi vc que citou politica. Abraço, Jango, só pra te avisar fui da Império da época de Chines, Punk, Frances, Cadela, Luizao, Porks, Nego Vaz, Dudu bateria, Eddi...sera q nunca fui de torcida?

Albano, com vc não discuto mais, é pouco inteligente e não é Coxa, vc só é contra a atual diretoria.

Luiz disse...

Caro Sr. Leonardo, achei muito estranha suas criticas em relação a minha pessoa, gostaria de saber se faz muito tempo que vc vai aos jogos do Coritiba, pois o problema em jogos com grandes públicos é histórico, e tem uma explicação lógica.....
Em jogos de até 15.000 pessoas o espaço do 2º anel é ocupado praticamente pelas pessoas que fazem parte da Império, os cantos saem mais altos, em jogos com grandes públicos este espaço é tomado por torcedores de ocasião, que não sabem as músicas que são executadas nos jogos, por isso acontece o que aconteceu no jogo passado, ou vai me dizer que vc nunca havia notado isso???
O comentário do Sr. anônimo reflete a realidade da torcida, hoje eu sou uma engrenagem na gigantesca máquina que se tornou a Império, existem várias outras engrenagens (pessoas) que fazem a máquina (Império) funcionar, existem diversos diretores, como de bateria de material, de caravanas,puxadores etc, cada um tem uma função especifica, em virtude disso, vim aqui para rebater as criticas, que de meu ponto de vista são infundadas......

Drummer disse...

É impressionante a capacidade que os COXAS têm de não aceitar nenhuma crítica, por mais construtiva que seja!

Por isso continuamos praticamente os mesmos há 20 anos: Mauá só reclama, arquibancada toda fora de sincronia, Sociais isoladas do estádio, etc. E assim os poodles vão terminar o estádio deles e não teremos mais o que falar (por enquanto é meio-estádio, e depois?).

Como diz o René Simões, infelizmente não fomos educados para ler e ouvir. A maioria só vem aqui despejar besteiras sem ao menos refletir sobre os textos e comentários aqui postados.

Leonardo disse...

Acho engraçado seu Luiz, que o Julião consegue fazer o que o senhor não consegue, ele tem comando sobre a torcida dele, ele q puxa, ele q berra ele q organiza. A Império sempre foi meu orgulho, minha alegria, mas vc tem q concordar que não estamos cantando nada. Essa é a verdade, vc muitas vezes nem assiste o jogo na torcida. Sugiro q reflita um pouco e encare o problema de frente! Não estamos cantando nada e qdo cantamos sao musicas só da império, abraço e sucesso!

Anônimo disse...

Sr.Leonardo
Perdeu os argumento? Correu da Raia?
Como voce pode me julgar que não sou COXA se nem me conhece garotinho?
Talvez as vezes a verdade machuca e ficamos sem respostas se for isso está desculpado.
Quer de bater comigo a historia do clube estou as ordens e garanto que conheço muito mais que voce !

Albano

Luiz Carlos Betenheuser Jr disse...

Leonardo, com todo o respeito, o comparativo com a torcida do time da Baixada nem merece comentário de tão infeliz que é. Não reflete com a realidade de quem ENTENDE de torcida organizada.

Você acha que a torcida era melhor ou pior no tempo em que o Luizão era o presidente da Império? Ela cantava mais e era mais representativa? Qual sua opinião?

Leonardo disse...

Caro Luis, a torcida na época do Luizão era outra coisa, vc perdeu esse tempo, tempo em q ele tinha um chevette, nao vivia da torcida, nunca tirou um real de lá de dentro. Agora o q posso fazer se vc acha q a torcida ta boa? Vc acha q a torcida ta 10? Pare de defender só pq tem um espaço no site da Império. Me responda, olhe o silencio da torcida, só cantam alto musicas da Império, entre nós nossos rivais nesse quesito estão na frente, espero q seja uma crtica construtiva. Abraços

Luiz Carlos Betenheuser Jr disse...

Leonardo, a pergunta é objetiva. Enfim, seja prático: era melhor ou pior, mais ou menos representativa, cantava mais ou menos?

Seja direto, são perguntas simples.

Talvez por ser mais novo do que eu (31 anos, tenho 39), não saiba que entrei em 86 na torcida, fiquei 10 anos nela. Justamente no tempo dos nomes que você citou e eu não me lembro de você. Talvez se dizer teu apelido de torcida possa me lembrar.

Leonardo disse...

Ok Luis, não vou entrar nessa discussão, entrei na torcida em 1993, saí dela em 2003. Mas tranquilo, respeito sua opinião, na época do Luizao não era melhor nem pior, era diferente. Mas se vc acha q ta bom assim, não posso fazer nada, é inadmissivel nao cantar contra o Sao Paulo, nem q seja um grito só, tipo Coxa! Coxa! Coxa!

Anônimo disse...

Vich...o Leonardo conhece todo mundo da IAV mas ninguem conhece ele,seria o GASPARZINHO que ja andou por aqui ou o P.P. ?

Que fase hein?

Albano

Anônimo disse...

RESPOSTA DO PAPAGAIO (Publicada a pedidos dele - recebida por e-mail)

Caro Leonardo, pensei que vc era apenas uma pessoa mal informada,
vendo sua resposta vi que na realidade vc é uma pessoa mal intencionada, querendo fazer apenas politicagem, defendendo seus interesses e do Sr. Luizão.

Sobre seus comentários sobre o time lá de baixo é uma piada, se o presidente deles fica puxando a torcida é um problema deles, pois é so isso que ele faz, lá na torcida de baixo quem faz a torcida funcionar são outras pessoas, na Império quem decide sou eu, quem corre atrás sou eu, eu sou o Presidente de fato e de direito, no tempo do Luizão eu era uma das pessoas que puxava a torcida, junto com o kadela, com o lobão, etc.

Hoje eu sou funcionário da Império, vivo a disposição da torcida 24 hs,
em 7 anos transformei a Império em uma empresa com CNPJ e com Marca Registrada, coisas que o antigo presidente não fez em 23 anos.

Leonardo vc deveria vir conhecer a loja da Império na Rua Ubaldino do Amaral, 50 antes de tecer criticas sobre minha administração, ou entrar na sede da Império e ver como ela está, vou fazer uma pequena comparação como peguei a torcida a 7 anos atrás.

Adminstração Antiga (23 anos)

- Dívidas R$ 3.000,00
- Televisor de 14 polegadas
- 1 Miny System de R$ 300,00
- Sistema de Iluminação: nenhum
- Material de Musculação: nenhum
- 1 faixa de 50 metros doada pelo Coxa
- Bateria 20 instrumentos musicais
- Loja era dentro da sede
- Projeto Social: nenhum


Minha Administração (7 anos)
- Dinheiro em Banco R$ 60.000,00
- 4 Televisores, sendo 2 televisores de Plasma de 42 Polegadas, 1 Tv 29 e uma Tv de 33
- Equipamento de som profissional avaliado em R$ 6.000,00
- Sistema de Iluminação avaliado em R$ 5.000,00
- Academia avaliada em R$ 10.000,00 em equipamentos
- 4 faixas de 50 mts, 1 faixa de 100 mts, diversas outras faixas
- Bateria com 80 instrumentos musicais + 40 instrumentos q vão chegar em setembro/2008
- Temos a sede + loja na Rua Ubaldino do Amaral, 50
- Projeto Social: www.torcidasocial.com.br


Então caro Leonardo, depois desta explicação, gostaria que vc parasse de fazer politicagem com meu nome,
fiz apenas uma breve comparação em questões administrativas...

Luiz Carlos Betenheuser Jr disse...

Leonardo, mas qual era a cor do Chevette? Sinceramente, não me lembro disto...

jango disse...

Bom sobre a Império acho q o Papagaio já fez as colocações com bastante propriedade.

Ao sr Leonardo como não gosto de deixar nada no ar, gostaria de pedir umf avor para que leia as postagens e veja que não fui eu quem começou a falar de política.

Luiz sobre o chevete, até onde me lembro, quem tinha um chevete era o saudoso Betão....

Leonardo disse...

Chevette ADS 4250...AZUL MARINHO se informem! Jango vc era da jovem e mancha nunca viveu na Império!
Nao perderei meu tempo, discutindo com Papagaio, partiu pra ignorancia, voto luizao, ele vai ganhar e vc vai fazer uns 200 votos!

Drummer disse...

É, parece que no quesito administração o Papagaio foi MUITO bem. Parabéns!
Nos quesitos "vibração" e "qualidade das músicas", melhorou um pouco em comparação com os últimos anos, mas está muito longe do ideal!

Luiz Carlos Betenheuser Jr disse...

Drummer, sobre a bateria eu não vi. Entrei no campo poucos minutos antes do jogo começar, não vi o aquecimento, não ouvi o Hino.

Concordo que tem que melhorar. Tem mesmo. É sempre necessário ser crítico nisto.

Acredito que já melhorou, mas não o suficiente, pois é possível melhorar mais. E a busca disto continua.

drummer disse...

Sorte sua, Luiz. Teve o privilégio de não ver a bateria atravessar os hinos estadual e nacional.

Aliás, no próximo jogo em casa, perceba o aquecimento da bateria. Pareço chato, mas é verdade: quando a bateria entra a galera se perde, achando que é aquele grito "fiu fiu fiu fiu fiu verdão ê ô"

E assim já começa a desanimar a galera..hehehe

Saudações