quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Profissionalismo à House

O texto abaixo foi tirado do Projeto Vencer. Entre os doze projetos relacionados ao Clube, um deles tratava exclusivamente da forma de administração pela qual o Coxa será gerenciado durante os dois anos da gestão Jair Cirino e Tico Fontoura. Com base neste projeto, faço as avaliações sobre o desempenho da gestão do Coritiba.


PROJETO 5 - ADMINISTRAÇÃO 5 Ds
– Futebol Profissional, Futebol Amador, Administrativo, Financeiro, Marketing

Reestruturar administrativamente o Coritiba Foot Ball Clube por meio da implantação de um modelo de gestão focado na criação de diretorias profissionais.

Ao longo do tempo, clubes de futebol deixaram de ser considerados instituições de caráter social e passaram a ser encarados como empreendimentos empresariais, focados na busca de resultados de alto desempenho e na profissionalização da gestão.

Apesar de uma razoável reestruturação da área administrativa nos últimos anos, o Coritiba ainda está muito aquém das necessidades para um clube que tem a pretensão de ser considerado de ponta no cenário mundial.

O Projeto Administração 5 D’s aparece então, como um instrumento potente para mudança do panorama administrativo do Clube, implantando uma visão profissional que tenha como principal objetivo a busca por resultados de alta performance.


Fonte: http://coxanautas.com.br/noticia.phtml?id=19667&t=Projeto-Vencer


Tudo é muito simples: o conceito é ser profissional. E disto, se avaliam os resultados. Desempenho de profissional é medido por resultado.


A avaliação fria e calculista chega a ser irritante para quem vê o futebol de forma emotiva, só com olhos de torcedor.

Isto me faz lembrar do seriado House, que passa na TV fechada e aberta. Nele, um médico especialista em infectologia e nefrologia, tem um comportamento frio e calculista no trato com seus funcionários e com pacientes e seus familiares que incomoda. House quer saber dos resultados, não dos bons interesses.

No Coritiba, vale o mesmo. Bem intencionados, 99,99% dos torcedores são, querendo o melhor para o Clube.

Numa gestão, só ser bem intencionado não basta. Tem que ser competente. A competência traz os bons resultados. E é de resultados que um profissional vive. Todo o romantismo no mundo do esporte de alta competição fica na arquibancada. Fora dela, o que conta é a frieza dos números atingidos.

Claro, sou fã do House.

Claro, votei no Cirino e no Tico.

Claro, também quero um time de ponta no cenário mundial.

(Foto: Fox)

2 comentários:

Douglas disse...

Comentário nada a ver mas como assisto tb a série vá lá: Se não me engano o Dr. House é especialista em infectologia e nefrologia. hehehehe

Valew.

Luiz Carlos Betenheuser Jr disse...

Obrigado, Daniel. Corrigido no texto, valeu!