terça-feira, 5 de agosto de 2008

Dos profissionais, os resultados

A gestão do Coritiba Foot Ball Club tem como premissa a de ser profissional. Isto é um fato, já que foi promessa de campanha. É o projeto Vencer este indicador de gestão.

Com base na premissa, separo dados de informações. Dados são úteis para nós torcedores expressarmos nossos sentimentos, provocarmos a rivalidade; informações são úteis para fazer diagnósticos.

Por exemplo: um clube de futebol instala novas 400 cadeiras no setor das inferiores. Ou então, dois novos camarotes nas superiores.

Para o torcedor, ótimas notícias. Melhora patrimonial e ainda pode tirar uma lasquinha dos torcedores rivais.

Mas para uma avaliação de uma gestão profissional, só os dados não bastam. É necessário mais. É necessário saber qual foi o investimento e qual foi o retorno recebido.

Ao não se tratar desta forma - hipoteticamente, se fosse o Coritiba, que tem uma premissa de gestão profissional -, o torcedor continua mantendo o status quo de um clube profissional dirigido de forma amadora. Às vezes, acadêmica. Pouco para um esporte tão competitivo.

Avaliar desempenhos de profissionais só na base dos resultados. Fora isto, fica apenas na esfera de torcedor, de seu amor cego. E que não basta para ter um clube realmente profissional.

(Foto: Martin Boulanger)

Nenhum comentário: