terça-feira, 26 de agosto de 2008

A complicação continua

A complicação continua

O Coritiba empatou em dois gols contra um São Paulo, dono de uma estrutura forte, dentro e fora de campo. A arbitragem foi muito mal, apesar de ser Fifa, o árbitro carioca Marcelo de Lima Henrique, errou e errou feio ao não anotar uma penalidade máxima claríssima aos 45 do primeiro tempo. Apesar disto, tanto o Coxa, como o tricolor de São Paulo, não tiveram oportunidades contundente de ataque para dizer que um deles merecia ser o vencedor da partida.

A dificuldade do Brasileirão é evidente. Contra o São Paulo, o time Coxa-Branca percebeu que os vacilos custam caro num futebol competitivo. Duas falhas graves da defesa, dois gols sofridos. Poderia ser diferente? Sim, poderia, mas não foi. Agora, é conviver com a realidade da 8ª colocação e buscar uma vitória em outro jogo complicado, domingo, em Minas Gerais, contra o Cruzeiro.

A limitação do elenco coritibano ficou evidente na partida contra o tricolor do Morumbi. Faltou qualidade individual para vencer o time do São Paulo. Sinal de que o time precisa de contratações.

Agora, é hora do departamento jurídico do Cori correr atrás para sair do prejuízo enorme que é não ter o treinador Dorival Jr. no banco.

Não poderia deixar de destacar o fiasco multicolorido dos times da Avenida Rebouças. Um deles leva gol de goleiro. Sem comentários. Já o outro, o Bangu das Araucárias, foi goleado pelo verdadeiro Atlético, o Mineiro. Bola por bola, ambos rumam às quedas de divisão este ano.

Coritiba, a torcida que nunca abandona

5 comentários:

Gasparzinho disse...

Que falta nos fez o Felipe,nosso melhor zagueiro em jogo aéreO. Espero que se recupe a tempo de enfrentar o Cruzeiro.

Fernando disse...

é inacreditável comoum time toma dois gols de cabeça.
O primeiro não serviu de lição para aprenderem?

Até agora não entendi a saida de paraiba e joão henrique. Alguém pode explicar? Mesmo paraíba cansado ele faz a diferença em um único lance.

Fábio Mayer disse...

Dentro e fora de campo o São Paulo foi superior ao Coritiba. Fora, porque fez valer sua condição de paulista na escala de árbitros...

Dentro, porque eu reafirmo o que já tenho dito, o Coxa tem time para no máximo chegar à Libertadores. Título é impensável.

Anônimo disse...

Enquanto não conseguirmos uma regularidade sem perder uns 7 ou 8 jogos, vamos ficar nesta gangorra!

Vejo que é extremamente possível conseguirmos isto, acredito muito nisto, talvez a partir das últimas 10 rodadas, para subir, ficar e almejar quem sabe o título!

Não concordo quando dizem que este elenco não é bom o suficiente para almejar o título, creio que faltam aos jogadores acreditarem um pouco mais nisto, senão, relamente, não chegará!

Humilde opinião!

SAV!!!

Anônimo disse...

Falta REFORÇOS esse time é enganador e na hora que tem que definir da aquela pipocada,basta ver os confrontos diretos contra Gremio,Palmeiras e SP.
Domingo tem mias uma chance com o Cruzeiro se quer realmente chegar terá que vencer em pleno Mineirao,basta ver a tabela dos adversarios diretos.

Albano