sábado, 26 de julho de 2008

O que mudou?


O Coritiba venceu fora de casa. Enfim, na 15ª rodada, o Coritiba venceu fora de casa. Pouco, pra quem quer chegar na Libertadores de 2009 - promessa diretiva.

Lógico que a vitória é importantíssima e, mais do que isto, merece ser comemorada e bastante comemorada. Não é porque critico e cobro pelas promessas não cumpridas que torço contra. Só critico por achar necessário avisar que podemos melhorar. Mais: precisamos melhorar. Sempre.

Acompanhei os comentários do jogo Náutico 1x2 Coritiba pelas rádios Banda B, Transamérica, Globo/CBN e Difusora. Por elas, posso ter uma base. O jogo foi fraco tecnicamente. E o adversário - que não vencia a quatro jogos - tem jogadores fracos, como é o caso de Piauí, que foi recentemente dispensado do time da Baixada.


Mudou a posição do Coxa na tabela - o time Verde e Branco subiu e subiu bem, ocupando agora a 7ª colocação - e agora tem uns dias de calmaria para pensar e armar um forte time para encarar o Grêmio, que será bem mais forte do que foram Ipatinga e Náutico.

O Coxa venceu - mas pelo que dizem os radialistas, sem convencer e muito menos empolgar - e isto é um bom sinal. Só que a vitória não pode causar amnésia seletiva. Na quinta-feira, parada complicada contra o Grêmio.

E os reforços precisam chegar ao Alto da Glória, para termos um time competitivo o suficiente para ficar entre os quatro primeiros do Brasileirão. Pelo que jogou até aqui, o Coxa não tem este time. Infelizmente.

2 comentários:

felipe disse...

Sem comentários, comentar jogo com base do que ouviu em rádio é fim de feira... Temos que ter mais cuidado ao criticar um time com base no que ouvimos na rádio, principalmente as rádios citadas.

Luiz Carlos Betenheuser Jr disse...

Felipe, apenas um esclarecimento: não analisei o jogo, e sim, os comentários de quatro rádios - creio que sejam as principais - que opinaram sobre o que viram. É uma referência.

Com 37 anos acompanhando o Coritiba, conhecendo pessoalmente boa parte das equipes esportivas destas quatro rádios, já tenho algum conhecimento sobre o perfil destes profissionais e de como eles visualizam o jogo. É um aprendizado empírico que tenho, já que também vejo os jogos - seja pela TV, seja no estádio - e acompanho as avaliações deles, seja durante, seja depois dos jogos. Enfim, conheço o perfil.

Aliás, são pelas rádios que os jornais e sites - inclusive lance a lance - fazem suas matérias.

O que eu fiz foi resumir a opinião dos comentaristas de quatro rádios. Foi um parágrafo específico para isto.

A avaliação da limitação técnica do adversário é com base no que eu conheço do time do Náutico. E vendo os gols - ambos com erros crassos da defesa, o segundo, com três zagueiros na bola e o goleiro tomando gol na pequena área -, creio, mostram bem a limitação técnica do time deles.