sexta-feira, 18 de julho de 2008

Jamelli falou sobre o zagueiro

(Foto: Marcello Schiavon)

O homem forte do futebol do Alto da Glória, o gerente de futebol Paulo Jamelli, falou ao repórter Kako Mazanek antes da partida contra o Flamengo (1x0 Coritiba) sobre o andamento das negociações entre o Clube e os zagueiros que interessam ao Verdão.

Jamelli disse que o Cori avaliou mais de vinte nomes na busca de um novo defensor para a zaga Coxa-Branca. Segundo o profissional, o Alviverde procura um atleta que esteja no Brasil, para agilizar a entrada dele ao time - atletas que atuam no exterior só podem jogar a partir de agosto, quando da abertura da janela para transferências internacionais ao Brasil.

Jamelli disse que existem complicadores dificultando os acertos : valores envolvidos nas negociações (clubes pedem alto para liberar seus atletas), o limite dos 7 jogos disputados no Brasileirão, as características que Dorival Jr. exige para o perfil do contratado e o aspecto financeiro que o Verdão tem possibilidade de arcar com salários.


Até dias atrás, Jamelli falava que o fator financeiro não era o problema para acertar novas contratações. Pois bem, é, lógico que é. O Clube dá sinais - bem nítidos aos mais experientes - que passa por um momento complicado em suas finanças. Pode até não dizer, mas é o que
deve estar acontecendo. Tanto, que agora Jamelli fala do limitante financeiro para novos acertos.

O complicador disto tudo é a expectativa que a diretoria cria no torcedor. Se o Coxa tem problema para acertar seus contratos, que se trata isto como realmente é, numa verdade nua e crua. Desfocar a situação só piora. Já aconteceu antes, com a promessa de ter um time capaz de levar o Coritiba à Libertadores.

E, mais cedo ou mais tarde, a torcida irá cobrar, pois a expectativa foi criada e não surgiu do nada: surgiu das declarações dos dirigentes e dos profissionais por eles contratados para responder pelo Coritiba Foot Ball Club.

É de se parar pra pensar: não chegou a hora da diretoria Coxa-Branca começar algo novo? Falar francamente da situação do Clube, refazer seus planos, assumir os erros e pedir o apoio do torcedor. A torcida não joga contra, pelo contrário, apenas cobra o que lhe foi prometido.

4 comentários:

FTodeschini disse...

cheguei à conclusão que esse tal de futebol deve ser tão podre, mas tão podre, que "falar francamente" não passa de promessa de campanha, discurso eleioral bonitinho para conseguir votos.

Anônimo disse...

Luiz, é a minha primeira visita na condição de 'anônimo'(rs). Parabéns pela iniciativa e sucesso.
zémario

Leopoldo disse...

....brincadeira.

Anônimo disse...

Grande Luiz! Belo Blog! Gostei mesmo, irei deixar de comparecer em um blog que se diz de livre expressão e vou acompanhar por aqui, pois além de deixar livres para comentários, mesmo não tendo cadastro, aqui a informação é correta, e a cobrança forte sem deslealdade! Parabéns!

Sobre o zagueiro que poderá vir, parece que é um do Criciúma. Muito bem, não o conheço e não sei da qualidade de seu futebol, o olheiro deve saber, mas será que está certo, vide muitos e muitos casos já contratados...

Para mim, humildemente, não gostei pelo fato de terem levado de três do Paranada dentro de casa!

Vamos aguardar.

SAV aos Revolucionários Coxas-Brancas!

Diego SJP