quarta-feira, 30 de julho de 2008

De terceiro reserva a titular


Quem paga a conta pela má gestão do futebol do Coritiba? Além da torcida, é claro...

Rodrigo Heffner é o titular da camisa 2 do Coxa. Ficou três meses sem sequer ir pro banco. Entre Marcos Tamandaré e Alex Silva, e até improvisos do volante Leandro Donizete, uma curiosa combinação de situações levou o Rodrigo à titularidade.

Pois bem, a pergunta é: quem cobra do Dorival e do Jamelli?

Ora, se o jogador era o melhor dos três, como é que fica três meses sem jogar? Quem acompanhava os treinos? Ninguém via que ele era o melhor lateral-direito do elenco (se é que é o melhor, deduzo isto pela continuidade dele no Clube, que renovou seu contrato até dezembro)?

Isto tudo me deixa em dúvida: afinal, quem cobra dos profissionais contratados para dar resultados ao Verdão?

E a dúvida surge: e se Heffner tivesse sido lateral titular antes, será que o Coxa não teria ganho mais algum pontinho no Brasileirão?

Pelo que vi, Rodrigo Heffner tem o melhor cruzamento dos laterais-direito do elenco (Dick, Tamandaré e Alex Silva), mas é limitado na defesa. É lutador, é valente, mas não é um lateral de alta performance. Se bem que eu só vejo os jogos, sou torcedor, não sou remunerado para avaliar diariamente o elenco coritibano.

Quem é remunerado que deve saber responder: Heffner é o melhor camisa 2 do elenco? Se é, porque só agora descobriram isto?

Um comentário:

Fernando Jaremicki disse...

Eu me lembro quando vc colocou este questionamento no site, logo abaixo de um comentário meu.

Sabe Luiz tenho plena convicção que só não colocaram o garoto antes porque tinham que empurrar os "indicados", só que agora ficou muito claro que o Rodrigo tem mais disposição, mais apego a camisa que os outros 3 da mesma posição.

É lamentável que ainda tenhamos que passar por esse tipo de situação. Me pergunto os laboratórios não iriam acabar segundo o Cirino prometeu na campanha? (sic)

São perguntas que não param de vir a tona.

Um abraço Luiz.