quinta-feira, 10 de julho de 2008

Conceitos sobre o 3-5-2

"Nunca fui fã de 3-5-2. Nas equipes que comandei, sempre procurei usar um volante fazendo essa função, para dar uma saída de bola mais qualificada. Sempre trabalhei com 4-4-2. Vamos analisar os atletas e ter uma postura mais agressiva, quem sabe". A frase é de Dorival Jr. à imprensa, na coletiva após a goleada de 4x0 sobre a Portuguesa de Desportos ao falar sobre o posicionamento do time.

Pra mim, o conceito de 3-5-2 não é ter três zagueiros, e sim, três jogadores - não necessariamente zagueiros de origem - atuando no espaço da defesa.

Se um destes três jogadores é volante de origem, pouco importa se ele atua naquele espaço do campo, ao lado dos dois zagueiros de origem.

Aliás, se não minha memória não me trai, era justamente este o argumento que o Dorival Jr. usou pra alegar que o Rubens Cardoso seria meio-campista e não lateral-esquerdo, certo? DJ argumentava que o posicionamento e o desempenho do atleta naquela seção do campo era o que contava para ele, e não se era um atleta de origem ou improvisado na função.

Nenhum comentário: